Você sabe se o seu perfil de investidor é moderado? O investidor moderado é aquele que deseja obter bons retornos, mas não se sente à vontade em assumir riscos altos no mercado de investimentos.

Normalmente, o investidor iniciante, tem muitas dúvidas sobre como começar a investir e nem sempre lembra de analisar alguns detalhes que farão toda a diferença na hora de escolher o investimento ideal. Uma delas é saber que tipo de investidor você é.

Conhecer as características do seu perfil de investidor é fundamental, pois o ajudará a conhecer o tipo de investimento adequado para seu perfil.
No artigo de hoje vamos falar sobre o perfil moderado. Quer saber mais? Confira a seguir.

Mas antes, aprenda como montar o seu planejamento financeiro em um curso gratuito preparado para você.

CURSO PLANEJAMENTO FINANCEIRO INCO

Você sabe o que é perfil de investidor?

O perfil de investidor, também conhecido como suitability, é uma forma de análise que identifica as preferências e expectativas do investidor em relação aos investimentos. 

Para saber identificar o perfil você deve avaliar três fatores primordiais: segurança, liquidez e rentabilidade. Além disso, é importante você saber qual a sua tolerância ao risco e se você prefere fazer aplicações a curto, médio ou longo prazo.

Essa classificação de perfil, inclusive, é uma exigência da CVM (Comissão de Valores Mobiliários), responsável por regulamentar o mercado de investimentos, aplicações financeiras, financeiras, a bolsa de valores, etc.

Deu para entender a importância do perfil de investidor? Agora, vamos conhecer um pouco mais sobre o perfil de investidor moderado.

Mas se você quiser entender mais sobre como criar um plano de investimento? Aqui a gente te conta tudo! 

Características do investidor de risco moderado

Diferente do perfil conservador que, na maioria das vezes, são investidores iniciantes, que evitam riscos e têm objetivos de curto e médio prazo, e do arrojado que assume muitos riscos para ter maior rentabilidade, o perfil moderado demonstra uma alta tolerância ao risco.

Conscientes no que se refere à incerteza do mercado, os investidores moderados estão cientes de que há volatilidade e os retornos podem variar. Para obter ganhos significativos, esse investidor não fica inquieto, mas busca obter retornos reais.

 Digamos que o perfil moderado está entre o muito conservador e o muito arrojado.

Ou seja, ele às vezes opta por abrir mão da parte dele para ter retornos melhores e não se incomoda tanto com as flutuações do mercado.

O investidor moderado assume riscos um pouco maior para poder obter lucratividade acima da média do mercado e investe em renda fixa, ações e fundos multimercado, sempre em busca de segurança e rentabilidade.

Além disso, prefere equilibrar a renda fixa, com ações e fundos imobiliários e multimercado.

Mas apesar desses investidores tolerarem algum risco, também valorizam seu patrimônio. Eles tendem a visar a diversificação dos seus objetivos entre curto, médio e longo prazo.

E a medida que o investidor moderado se torna mais experiente, ele pode também se tornar mais ousado ou optar em uma carteira mais diversificada.

É importante destacar que, eventualmente, investimentos moderados podem ter retornos negativos dependendo da economia e quando o investidor faz resgates ou vendas. Fica a dica!

Carteira de investimentos moderada

É muito comum escutar as pessoas se perguntando qual seria o tipo de investimento ideal para a sua carteira. No entanto, é preciso dizer que não existe uma alternativa certa para nenhum investidor, pois na verdade o melhor investimento é aquele que se adequa a seu perfil e objetivos.

Logo, o perfil moderado é aquele que tem interesse em conhecer investimentos diversos e mesclar as vantagens da renda fixa e da renda variável. Ele ainda mantém boa parte da sua carteira em opções mais seguras, mas também com certos riscos.

Os investimentos mais procurados pelo investidor moderado são:

  • Tesouro IPCA;
  • debêntures;
  • ações;
  • CDB;
  • fundos multimercado;
  • fundos imobiliários;
  • crowdfunding imobiliário;
  • letras financeiras, entre outros.

Os investidores moderados também buscam ganhos de investimento de longo prazo por meio de uma combinação de investimentos de capital.

Embora muitos dos investimentos sejam iguais, o portfólio geral contém alguns investimentos mais conservadores, criando uma carteira que gera rentabilidade com menos oscilações anuais no desempenho do portfólio.

Vamos conhecer um pouco dos investimentos mais procurados pelo investidor moderado. Acompanhe.

Tipos de investimento para investidor com perfil moderado

É importante ressaltar que as o que diferencia as carteiras de investidores de perfis diferentes não são os ativos que a compõem, mas o percentual alocado em cada categoria. Por exemplo, o investidor moderado pode escolher alocar seus investimentos em 70% em renda variável e 30% em renda fixa. Enquanto outros perfis de investidores mudariam a proporção do seu investimentos. 

Conheça algumas das aplicações mais buscadas pelo investidor moderado:

Tesouro IPCA

 O Tesouro IPCA não é exatamente um investimento com alto risco de mercado, já que ele é garantido pelo Governo Federal. Entretanto, ele tem um risco maior de liquidez.

Além disso, o Tesouro IPCA gera rendimentos acima da inflação e é interessante para planos de longo prazo, como aposentadoria e uma viagem planejada.

Outro ponto no que se refere aos Títulos do Tesouro IPCA é que são de longo prazo — além de apresentarem a marcação a mercado, que pode resultar em prejuízo quando o investidor pede resgate antecipado. Isso quer dizer que perfis mais conservadores podem não ficar tão à vontade com eles.

Certificado de Depósito Bancário (CDB)

Também conhecido como CDB, esse é um título muito conhecido na renda fixa privada. Ele é oferecido por bancos e funciona de forma muito semelhante a um empréstimo. Os Certificados de Depósito Bancário servem para que os bancos possam captar recursos. Eles são emitidos por instituições diferentes, com prazos e rentabilidades distintos.

Normalmente, os investidores moderados se abrem para correr um pouco mais de risco investindo em CDBs de bancos menores, uma vez que essas instituições costumam oferecer uma remuneração maior. E por ter a proteção do FGC não é preciso deixar a segurança de lado.

O investidor também pode resgatar o dinheiro antes do prazo estabelecido, caso o contrato permita.

Debêntures

Os debêntures seguem a mesma lógica de um CDB ou LCI, mas ao invés do investidor emprestar dinheiro ao banco, ele o empresta para uma companhia. 

O que interessa o perfil moderado nesse investimento é a sua rentabilidade, que pode ser bastante atrativa. No entanto, por não possuir garantia do FGC, o investidor de fato deve estar apto a ter uma maior tolerância aos riscos.

Ações

As ações fazem parte da categoria de ativos de renda variável, e isso quer dizer que o investidor não sabe qual será sua rentabilidade. Diferente do que acontece na renda fixa, no momento da aplicação, você não sabe qual será a rentabilidade. Ou seja, ativos da renda variável possuem um rendimento imprevisível.

Isso torna o investimento em ações mais adequado para investidores de perfil moderado e até mesmo para os investidores arrojados. Portanto, se você faz parte do perfil moderado  está disposto a correr riscos, essa pode ser uma boa opção de onde investir.

Letras de crédito

A Letra de Crédito Imobiliária, conhecida como LCI, envolve basicamente três partes: o investidor, uma instituição bancária e o setor imobiliário.

As LCIs são usualmente escolhidas para quem quer investir seu dinheiro de maneira segura e por ter uma rentabilidade bastante atrativa, beirando 100% do CDI. 

Outros atrativos da LCI são que, o investidor se torna isento da cobrança do Imposto de Renda sobre essa aplicação e há garantia do Fundo Garantidor de Crédito (FGC).

Como a maioria das LCIs têm um vencimento próximo ao prazo de um ano o perfil moderado se enquadra neste tipo de investimento.

Crowdfunding Imobiliário

Os investidores moderados têm se atentado aplicar o seu dinheiro no crowdfunding imobiliário, que já é uma tendência consolidada no exterior e vem ganhando cada vez mais força no Brasil 

O crowdfunding imobiliário é um tipo de investimento coletivo, pelo qual vários investidores realizam uma aplicação financeira num mesmo projeto imobiliário. 

O investidor se cadastra em uma plataforma online e escolhe um projeto de imóvel para investir. Ao final, ele recebe seu dinheiro de volta, com lucro. É uma forma segura, rápida e de fácil investimento, além de ter custos e riscos reduzidos, principalmente quando comparado aos modelos mais tradicionais de investimento no setor de imóveis.

A melhor parte é que, ao optar em investir em crowdfunding imobiliário, além de estar escolhendo por ter autonomia na hora de decidir onde e como investir seu dinheiro, o moderado consegue uma taxa de rentabilidade alta investindo a partir de R$1.000,00. 

O crowdfunding imobiliário foca no período de construção de um empreendimento; portanto, a rentabilidade passa a ser menos volúvel. Uma ótima chance para quem busca segurança e rentabilidade.

Se você quer saber mais sobre como é fácil investir no setor imobiliário, é só baixar nosso ebook online completo sobre crowdfunding imobiliário!

Investidor moderado também reconhece boas oportunidades

Agora que você já conhece as características do perfil moderado e quais são os investimentos que normalmente compõem o portfólio das pessoas com esse perfil, que tal conhecer a opção de investimento que têm crescido no mercado de investimentos: o Crowdfunding Imobiliário.

O investidor pode optar investir em projetos a partir de mil reais, com a simplicidade de uma renda fixa, de forma 100% online e com rentabilidade que chega a quase 1,5% ao mês. Deseja saber como?  Confira aqui nesse material exclusivo.

crowdfunding-de-investimentos

Publicações relacionadas