O atual desempenho do mercado assim como a situação econômica do país estão abrindo as portas para novas oportunidades de investimento. À medida que vemos mais pessoas interessadas em investir, vale refletir sobre como escolher o investimento certo para você.

O investidor iniciante costuma ter muitas dúvidas sobre como escolher o melhor tipo de investimento e atingir sua saúde financeira. Mas existem vários princípios básicos para investir que devem ser levados em consideração.

Veja bem, se você deseja comprar um par de sapatos, como escolher o par adequado para você? Simples. Você experimenta pares diferentes para ver se eles se encaixam bem em você. Feito isso, você verifica se cabe no seu orçamento. Caso contrário, você procura outro par, certo?

Resumindo, vários fatores entram em jogo quando você decide comprar algo tão básico como um par de sapatos. É o mesmo na hora de escolher opções de investimentos.

Neste artigo, vamos  te dar dicas básicas e fundamentais para escolher o investimento certo e começar a investir.

Deseja entender a terminologia do mercado financeiro e estar pronto para dar o próximo passo para investir? Baixe o glossário gratuitamente.

mercado-financeiro

Estratégia de investimento: entenda sua importância

O primeiro passo para escolher o melhor tipo de investimento e ser bem-sucedido é fazer algumas pesquisas sobre os tipos de opções de investimento disponíveis e as diferentes maneiras de investir seu dinheiro.

É importante também ter uma estratégia de investimento, que te orientará durante o processo de investimento. A estratégia de investimento te ajudará a descartar muitos investimentos potenciais que podem ter um desempenho ruim ao longo do tempo ou que não são adequados para os objetivos de investimento que você está procurando alcançar.

Ao criar uma estratégia de investimento, é importante descobrir quantitativamente o que você está procurando realizar. Afirmar que você simplesmente deseja ganhar dinheiro ou ficar rico não ajuda. Um objetivo melhor seria definir, por exemplo: “Eu quero alcançar um retorno médio anual de 9% sobre meus investimentos nos próximos 10 anos, a fim de ter um portfólio de X reais, que será usado para comprar uma casa”.

Ou seja, quanto mais específico for o objetivo, melhor. E não para por aí. Uma estratégia de investimento é inútil sem uma compreensão adequada dela. Existem muitas estratégias diferentes que se aplicam a diferentes objetivos de investimento. A chave é emparelhar a estratégia certa com o objetivo certo.

Como escolher o investimento certo para começar a investir e montar sua carteira

1. Identifique seu perfil de investidor

No que se refere ao mercado financeiro, existem várias formas de investir, mas também existem diferentes tipos de investidores. Você sabe qual é o seu? Há muitas maneiras de descobrir fazendo uma análise completa de sua personalidade e de como você se sente a respeito de cada investimento.

Entender o seu perfil de investidor permite avaliar quais são as metas financeiras, situação financeira, horizonte de tempo e a tolerância ao risco

O perfil de investidor pode ajudar os investidores iniciantes a escolherem os investimentos adequados. 

Em termos gerais, seu perfil define o nível de risco que você está disposto a correr. Por exemplo, se você precisa proteger seu dinheiro e tem pouco horizonte de tempo, você pode seguir um portfólio mais conservador. Se você tem um horizonte de tempo mais longo e está disposto a aplicar seu dinheiro em papéis que não são tão seguros, mas tem rentabilidade maior, você pode seguir um portfólio mais agressivo, por exemplo.

1.1. Tolerância ao risco: a base do seu perfil de investidor

Entender o risco de investimento o ajudará a identificar seu perfil de investidor e tomar decisões financeiras com tranquilidade.

Quando chegar a hora de investir suas economias, é uma boa ideia ter uma estratégia. Uma das primeiras coisas que você deve fazer é identificar o seu perfil de investidor para ajudá-lo a entender o que você pensa sobre o investimento.

Um dos pilares do seu perfil de investidor é a tolerância ao risco. Sua idade, situação financeira, horizonte de investimento e outros fatores o ajudarão a avaliar seu nível de conforto com o risco de investimento. Mas, primeiro, você precisa entender o significado de risco.

1.2. O que é risco de investimento?

O risco de investimento pode ser definido como a possibilidade de perder dinheiro com o seu investimento ou ver pouco ou nenhum crescimento. O risco está intimamente ligado ao retorno: em geral, quanto maior a probabilidade de retorno de um investimento, maior o risco. O contrário também é verdade. Além disso, maior risco significa que pode demorar mais para obter um retorno.

Os investimentos sempre envolvem algum grau de risco, mas existem maneiras de mitigá-lo. Por exemplo, você pode optar por investir suas economias em uma variedade de classes de ativos, como ações e renda fixa. Dessa forma, as flutuações em uma classe contrabalançam as flutuações nas outras.

Aqui, você pode entender melhor o que é riscos de investimento e como avaliar antes de fazer uma aplicação.

2. Considere uma combinação apropriada de ativos

Ao incluir categorias de ativos com retornos de investimento que se movem para cima e para baixo sob diferentes condições de mercado dentro de uma carteira, um investidor pode ajudar a se proteger contra perdas significativas.

Ao investir em mais de uma categoria de ativos, você reduzirá o risco de perder dinheiro e os retornos gerais de investimento do seu portfólio terão um percurso mais tranquilo. Se o retorno do investimento de uma categoria de ativos cair, você estará em posição de neutralizar suas perdas nessa categoria de ativos com melhores retornos de investimento em outra.

Além disso, a alocação de ativos é importante porque tem um grande impacto sobre se você atingirá sua meta financeira.

3. Defina metas de investimento 

Também é importante definir metas de investimento antes de começar a investir. Pergunte a si mesmo: “o que eu desejo realizar com meus investimentos? Eu desejo investir para curtir as férias, a aposentadoria, a faculdade dos meus filhos?”. 

Tudo isso é importante para determinar como diversificar seu portfólio de investimentos. Metas andam lado a lado com a segurança. Segurança refere-se a quão conservadores serão seus investimentos e a probabilidade de você perder seu investimento. Se você está investindo para ter uma renda para o futuro, precisa escolher ações e ativos que ofereçam um lucro consistente a longo prazo. 

O crescimento também é outra direção que você pode querer seguir. É quando o objetivo de sua carteira de investimentos é um investimento de longo prazo que pode ter mais risco, menos segurança, mas gerar mais rentabilidade, por exemplo.

Alguns investidores estão simplesmente interessados ​​em especulação e day trade, por exemplo. Essa é uma forma de investimento muito mais agressiva. Ações de especulação têm um risco de perda muito maior do que ações médias. 

Na maioria das vezes, a negociação especulativa acontece em curtos intervalos de tempo com empresas novas que ainda precisam provar que podem ser bem-sucedidas. O risco aqui é que, se a empresa decolar você terá um lucro enorme, porém, se ela falir, você sofrerá um grande prejuízo financeiro.

Entendendo sua meta financeira e delimitando seu objetivo, é hora de buscar o equilíbrio para sua carteira de investimentos. Como? Diversificando.

Quer começar a investir com uma rentabilidade de até 15%? Abra sua conta gratuitamente na INCO e comece agora mesmo.

4. Diversifique os investimentos

Todo investidor deseja fazer o que puder para colher os frutos do aumento dos investimentos, ao mesmo tempo que reduz a chance de seus ativos perderem valor. 

Fato é que, investir está longe de ser uma ciência exata e também está longe de ser uma certeza, mas existem maneiras pelas quais os investidores experientes podem diversificar seu portfólio para limitar perdas e se proteger contra os riscos.

Isso é importante, principalmente, ao procurar oportunidades de investimento. Mudar para investimentos alternativos quando os mercados convencionais são voláteis pode ajudar a diversificar seu portfólio, limitar as perdas e se proteger contra riscos. 

No entanto, nem todas as alternativas oferecem a mesma proteção contra perdas: isso torna crucial escolher a certa para o seu portfólio se você está procurando maximizar seus investimentos.

Existem muitas oportunidades de investimento que podem parecer mais tolerantes ao risco do que acabam sendo. Ao mesmo tempo, existem diversos investimentos arriscados que se disfarçam como de fáceis retornos. Sendo assim, estudar os tipos de investimentos e quais são as opções para seu perfil é fundamental para escolher o investimento certo para você. 

Se você é novo em investimentos, pode não conhecer algumas áreas que oferecem oportunidades variadas até mesmo para o investidor com perfil menos arriscado. Por exemplo, o financiamento coletivo imobiliário – conhecido também como crowdfunding imobiliário – é o processo de obtenção de um pool de investidores para levantar capital para um projeto imobiliário. 

O financiamento coletivo imobiliário é uma ótima maneira de os investidores iniciantes participarem do mercado imobiliário com apenas R$1000 reais e diversificarem sua carteira. Entenda mais aqui.

Conclusão

Você viu neste artigo que escolher o investimento certo parte do pressuposto alicerçar-se em pilares básicos para começar a investir.

O pilar principal é conhecer seu perfil de investidor para entender a sua tolerância ao risco. Afinal, quanto maior o risco envolvido, maior o lucro potencial. Mas o oposto também é verdade. Cabe ressaltar que os erros não podem ser desfeitos e, portanto, devem ser vividos com calma.

Entretanto, uma das maneiras mais importantes para diminuir os riscos em investir é diversificar seus investimentos, a fim de garantir que você use o bom senso, isto é, não colocar todos os ovos na mesma cesta. 

Ao escolher certo tipo de investimento dentro de uma categoria de ativos, você pode limitar suas perdas e reduzir as flutuações dos retornos dos investimentos sem sacrificar muito o ganho potencial.

Você conhece o financiamento coletivo imobiliário? Conheça e comece a investir agora com investimento mínimo de R$ 500,00. Clique aqui e conheça os projetos imobiliários e captações abertas.

Assine nossa newsletter e receba as novidades do mercado financeiro.

como ter liberdade financeira

Publicações relacionadas