Você sabe quais são os principais indicadores do mercado financeiro e como eles podem te ajudar a ter sucesso com seus investimentos? Conhecer os indicadores do mercado de ações é uma parte importante para se tornar um investidor de sucesso.

Entender como os mercados funcionam e porque várias ações sobem  e descem em um determinado dia, como a política, os dados econômicos e o desempenho do mercado de ações funcionam juntos são coisas importantes que você precisa ser capaz de fazer se quiser investir com sucesso.

Saber quais são os indicadores que regem o mercado financeiro permite que você possa fazer uma análise de como estão os seus investimentos, bem como te ajudar no momento de investir. Acompanhe a leitura e conheça os principais indicadores do mercado financeiro. Boa leitura.

Conheça alguns dos principais termos usados no mercado financeiro, no glossário feito exclusivamente para você. Compreendê-los pode interferir diretamente na hora de tomar decisões de investimentos.

indicadores do mercado financeiro glossário

Conheça os principais indicadores para o mercado financeiro

Para que um investidor tenha conhecimento sobre como diversificar sua carteira de investimentos e tomar suas decisões de forma assertiva, os indicadores são norteadores pois traz informações consistentes obtidas por meio de índices, a fim de permitir o estabelecimento de critérios para fazer o investimento. 

Além disso, os indicadores financeiros auxiliam a tomar as informações como medidas de proteção, seja econômica, financeira ou político-econômica. Conheça alguns dos principais indicadores do mercado financeiro.Conheça a seguir alguns índices de mercado.

1) IBOVESPA

O Índice Bovespa (IBOV), também conhecido como Ibovespa, é um indicador de desempenho que tem por finalidade descrever o desempenho médio dos ativos com alto nível de negociação e maior representatividade no mercado de ações do Brasil. 

O objetivo do  Ibovespa é refletir o desempenho médio, não só do mercado financeiro, como também do cenário econômico como um todo. É necessário destacar, portanto, que o índice Bovespa expõe as oscilações do mercado nacional e, é considerado o principal benchmark financeiro em renda variável. 

Aproveite e aprenda como investir seu dinheiro em renda variável neste curso gratuito e exclusivo feito para você

2) Taxa Selic

A taxa Selic é a taxa básica de juros que norteia o mercado no Brasil.  A taxa Selic serve para acompanhar as metas da inflação estabelecidas pelo Banco Central.  Isso quer dizer que quando há um aumento na taxa Selic, há uma alta nos juros de financiamentos, cartões de crédito e empréstimos.

O Comitê de Política Monetária (COPOM) é o comitê selecionado para essa tarefa fundamental e sua principal ferramenta é a capacidade de ajustar as taxas de juros. É importante ressaltar que na última década o país teve uma taxa muito alta e atualmente atingiu a mínima histórica de 2%. 

Como já dissemos neste artigo, a taxa Selic é a taxa básica da economia e serve de referência para as taxas de juros de financiamentos e para calcular a remuneração de investimentos que são corrigidos por ela.

Portanto, fique sempre atento à Taxa Selic quando for decidir em investir, pois por meio dela é possível entender o que esperar do mercado financeiro.

3) IBrX (Índice Brasil)

Sempre que se pensa em investimento em ações o investidor tende a pensar na Bolsa de Valores, e acaba por se esquecer do Índice IBrX. 

O intuito do Índice IBrX é indicar a média de desempenho das cotações dos ativos com maior negociabilidade e representatividade no mercado acionário do país. 

Inclusive, você deve estar se perguntando: mas qual a diferença entre IBrX e Ibovespa? A resposta está na composição da carteira, uma vez que o Ibovespa tende a ser mais concentrado do que o IBrX. 

Já o Índice IBrX apresenta uma carteira mais diversificada e menos dependente de um pequeno grupo de ativos. A ponderação dessa carteira é feita com base no valor de mercado do free-float, ou seja, no valor dos ativos que não pertencem aos controladores, não estão em circulação em determinado momento.

3.1) O que é o IBrX-100?

O Índice IBrX100 basicamente é um título de facilitação de uso desse índice e, é composto exclusivamente de ações e units e não inclui BDRs, fundos imobiliários (FIIs), nem ativos de companhias em recuperação judicial ou extrajudicial.

Este é o indicador do desempenho médio dos 100 ativos mais representativos e negociados do mercado de ações brasileiro. Além disso, o índice IBrX100 é resultado de uma carteira teórica de ativos, que é reformulada a cada quatro meses.

4) TR: Taxa Referencial

A Taxa Referencial é uma taxa de juros referência, usada para calcular o rendimento de alguns investimentos e operações como:

  • caderneta de poupança;
  • saldo das contas do FGTS;
  • financiamentos imobiliários;
  • títulos de capitalização.

A TR é calculada pelo Banco Central diariamente e mensalmente e está disponível no site da instituição. Conforme o site do BC até o mês de maio de 2020 a Taxa Referencial está acumulada em 0,0%, registrando esse mesmo valor em todos os meses. Tal resultado se deve à influência da taxa Selic sobre a TR.

Funciona assim: se a taxa Selic cair (atualmente ela está em 2% ao ano), a Taxa Referencial tende a permanecer no patamar atual. Caso a Selic sofra um aumento dos juros a TR também aumentaria. 

E isso causa impacto negativo em parte da rentabilidade de alguns ativos financeiros. Para quem investe na poupança, por exemplo, se a Selic for inferior a 8,5% não gera rendimento; e para os saldos da conta do FGTS não há correção nem mesmo pela inflação.

Portanto, na atual conjectura, cujos juros do país são os mais baixos da história, ressaltamos aqui que investir nos ativos indexados pela Taxa Referencial não costuma ser uma boa opção para seu capital. 

Você pode optar em buscar por investimentos mais vantajosos como é o caso do crowdfunding imobiliário que possuem uma rentabilidade entre 12% a 15% ao ano. Saiba como investir clicando aqui.

5) Índice Imobiliário (IMOB) 

O Índice Imobiliário (IMOB)  é um dos índices setoriais de ações da Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros de São Paulo (BM&FBOVESPA), e é o indicador médio de desempenho, que reflete o comportamento de uma carteira de ativos mais negociados e de maior representatividade nos setores da atividade imobiliária. O IMOB compreende tanto empresas que atuam na exploração de imóveis como construção civil, e é um índice composto por ações e units.

A base do IMOB foi estabelecida em 1000 pontos em 28 de dezembro de 2007, e foi inicialmente divulgado em 2 de janeiro de 2009 (BM&FBOVESPA; 2015).

O IMOB destaca-se por ser um índice de retorno total, e que procura refletir não apenas as variações nos preços dos ativos integrantes do índice no tempo, como também o impacto que a distribuição de proventos por parte das companhias emissoras desses ativos teria no retorno do índice. 

O Índice Imobiliário  é calculado em tempo real, considerando instantaneamente os preços de todos os negócios efetuados no mercado à vista (lote padrão) envolvendo as ações que compõem a carteira de ativos desse indicador.

[Leia mais] Descubra aqui se vale a pena investir em imóveis e veja as alternativas.

6) Índice de Fundos de Investimentos Imobiliários (IFIX)

O Índice de Fundos de Investimentos Imobiliários (IFIX) foi feito, em 2012, para apontar o desempenho médio das cotações de fundos imobiliários, ou FIIs. O IFIX é formado a partir de cotas de fundos negociados na B3 e, assim como o Ibovespa, é um índice composto de uma carteira de ativos teórica.

Além disso, é importante notar que o IFIX é um índice de retorno total. Ou seja, é um indicador que procura mostrar não apenas as variações nos preços dos ativos ao longo do tempo , mas também o impacto que a distribuição de rendimentos por parte das companhias emissoras desses ativos teria no retorno do índice.

Para investir bem não basta conhecer os indicadores do mercado financeiro

Seja qual for o seu perfil de investidor, entender alguns conceitos e indicadores do mercado financeiro ajuda a avaliar os riscos de uma movimentação financeira, e a possibilidade de investir ou não em determinados ativos. Você já sabe que investir seu dinheiro nos ativos certos pode ajudá-lo a ter uma vida segura. Portanto, escolher entre as melhores opções de investimento faz toda a diferença em seu patrimônio. 

Busque o máximo de informações. Conheça os principais indicadores do mercado financeiro, pois assim você terá mais segurança na hora de escolher seus ativos para diversificar sua carteira de investimento. 

]A regra básica para fazer um investimento inteligente é obter uma compreensão completa dos diferentes tipos de opções de investimento e como os indicadores podem impactar nas suas decisões. É aconselhável investir em opções de investimento que possam criar retornos atraentes no futuro. 

Em primeiro lugar, é sempre recomendável obter o investimento certo que se adapte às suas necessidades, mas lembre-se de observar seu perfil de investidor, pois a partir dele você também conseguirá visualizar melhor qual tipo de investimento combina com o seu contexto. 

Agora que você já sabe a importância dos indicadores no mercado financeiro, que tal ir em busca da tão sonhada estabilidade financeira? A partir de R$1000 é possível investir no crowdfunding imobiliário. É só clicar aqui para ter acesso a um ebook completo e aprender tudo sobre o futuro do mercado financeiro! 

crowdfunding de investimentos

Publicações relacionadas