Novos investidores podem ter medo de investir. Na verdade, até mesmo os investidores experientes podem enfrentar medos e preocupações no que se refere aos investimentos. 

As pessoas tomam decisões erradas, se deixam levar pelas emoções e perdem dinheiro por causa de situações fora de seu controle. Sim, tudo isso pode acontecer!

Mas se você quer começar a investir sem medo e se sentir seguro para dar o primeiro passo e alcançar suas metas, é importante tomar medidas para eliminar as hesitações baseadas no medo e se tornar um investidor de sucesso.

Desde já, saiba que dúvidas são normais quando você decide fazer seu primeiro investimento. A sensação de não estar pronto ainda, ou de perder tudo, é um sentimento muito comum, principalmente no começo. Por isso, vamos lhe mostrar como lidar melhor com o medo de investir. Boa leitura!

O universo financeiro tem seu próprio jargão, com muitos de seus termos soando muito técnicos. Para te auxiliar, preparamos este E-book com termos do mercado financeiro. Baixe gratuitamente aqui.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é ebook_banner.jpg

Como investir sem medo: 7 dicas para se sentir seguro e começar agora

A ideia de iniciar uma carteira de investimentos pode encher as pessoas de apreensão ou até de medo, afinal, não é natural arriscarmos nosso dinheiro por meio de investimentos, pois não somos educados para isso. E, ainda, temos as memórias do colapso do mercado de ações na última crise do Coronavírus. 

Porém, se você deixar o medo tomar conta, poderá perder algumas oportunidades de alcançar seu objetivo de vida.

É verdade que pode ser confuso e amedrontador começar a investir, mas se você deseja seriamente aumentar a sua riqueza por meio de investimentos sábios, é hora de aprender 7 dicas para perder o medo de investir. Prossiga com a leitura!

Dica 1. Busque educar-se financeiramente

A educação financeira é um passo essencial quando você está investindo. Compreender como funcionam os mercados e as ações pode ajudar a aliviar o medo dos investidores.

Você também pode reduzir o medo de investir familiarizando-se com:

  • a economia;
  • os tipos de investimentos;
  • os perfis de investidores;
  • as empresas que podem te ajudar a investir;
  • e as influências do governo no mercado.

Descubra aqui como planejar suas metas financeiras para 2022 e como se organizar para atingir os objetivos.

Dica 2. Comece a investir agora

Um grande problema do investidor iniciante é a sensação de que agora não é o momento certo para investir. Portanto, é necessário entender e internalizar o conceito de futuro, afinal ele não pode ser previsto. 

Sendo assim, é inútil tentar esperar um futuro melhor para você investir. Lembre-se sempre que quando falamos em investimentos estamos falando de médio, longo e muito longo prazo. Portanto, para esses horizontes de tempo, esperar por um momento melhor tem impacto nos lucros futuros.

Dica 3. Tenha uma estratégia de investimento

Quando você tem uma estratégia de investimento, fica mais fácil investir com segurança.

Depois de se sentir confortável, você deve ajustar lentamente seu método ao longo do tempo para refiná-lo até que esteja satisfeito com ele.

Aprenda os diferentes métodos que outras pessoas estão usando e aplique essas habilidades e ideias.

Para começar, mantenha estratégias simples. Estratégias de investimento complicadas geralmente exigem muito mais trabalho e estresse do que as mais simples. Uma abordagem de investimento simples evita que você fique sobrecarregado ou cometa erros e permite que você se mantenha no caminho certo.

Uma estratégia simples permite que você seja flexível com suas finanças e ativos. Quando seu plano é simples, é mais fácil detectar problemas em seus ativos e, assim, você se ajusta. Na verdade, é uma prática recomendada evitar investimentos que você não consegue entender facilmente. Muitas vezes, esses investimentos são complexos devido ao risco adicional. Portanto, atente-se!

Dica 4. Diversifique seus investimentos

Diversificação de investimentos e longo prazo, essas duas expressões costumam ser associadas no mundo dos investimentos e da criação de riqueza. 

O que isso realmente implica? Em geral, considera-se que, como o patrimônio líquido é um produto de longo prazo para a criação de riqueza, podemos simplesmente reduzir nossos riscos por meio da diversificação.

Em condições de mercado instáveis, os investidores devem deixar de lado seus temores e aderir ao princípio mais básico de um investimento bem-sucedido de longo prazo: a alocação estratégica de ativos.

Portanto, diversificar é o  caminho para ter segurança e te auxilia a gerenciar a volatilidade e posicionar sua carteira para o seu futuro financeiro.

Dica 5. Saiba que é possível investir, mesmo com pouco dinheiro

Outra razão pela qual as pessoas não investem é que não acreditam que têm o dinheiro suficiente para investir.

Bem, adivinhe: você realmente não precisa de muito dinheiro! Há ativos em renda fixa ou variável que podem ser comprados com pouco dinheiro. Por exemplo, aqui na INCO há investimentos no mercado imobiliário que podem ser realizados a partir de R$500 reais, outros com R$1.000 mil reais.

Agora, se você realmente não tem dinheiro, aprenda novos hábitos para economizar e começar a investir com sabedoria. Economize até ter uma reserva de emergência e poder começar a investir sem medo. 

Até lá, aprenda mais sobre como investir para se livrar do medo do mercado financeiro.

Dica 6. Comece pequeno

Investir uma pequena quantia e avaliar como funciona a rentabilidade é uma ótima maneira de começar. Você poderia, digamos, começar com R$1000 por mês em um único ativo ou investir a cada x meses.

O investimento regular ajudará a acompanhar os altos e baixos do mercado, verificando quando o mercado de ações está com desempenho ruim e o preço está mais baixo ou mesmo quando seu valor aumenta.

Você também pode investir um montante fixo, se tiver alguma economia de dinheiro que queira colocar para trabalhar no mercado de ações, por exemplo, mas essa é uma estratégia de risco mais alta, pois você pode estar comprando na alta do mercado.

Dica 7. Verifique as taxas dos investimentos

Fique atento às taxas de investimentos, pois elas podem realmente prejudicar seus retornos. Dependendo do tipo de investimento, os provedores de investimento cobram uma taxa percentual, com base em quanto você investe, ou uma taxa fixa.

Conclusão:

A realidade é que nem tudo correrá de acordo com o seu plano ou como você imagina que as coisas sejam. Como investidor, sempre existe o risco na hora de fazer uma aplicação.

Caso isso aconteça, você deve tentar aprender tudo o que puder com seus erros, porque isso pode ser muito valioso no longo prazo.

Lembre-se que um investidor informado será como um viajante com um mapa preciso e atualizado. Portanto, use as estratégias que mencionamos aqui para superar seu medo de investir. 🙂

Para investir com segurança, cadastre-se aqui e comece agora mesmo a investir no mercado imobiliário.

Assine nossa newsletter e receba conteúdo semanalmente. Cadastre-se aqui.

como ter liberdade financeira

Publicações relacionadas