O perfil das investidoras brasileiras tem mudado. Segundo a B3, a Bolsa brasileira, o número de mulheres investidoras pessoa física saltou 118% no último ano. Entretanto, elas ainda são minoria, representando apenas 26% do total de investidores.

Sabe-se que 80% das decisões globais de compra já são tomadas ou influenciadas pelas mulheres, e isso tem mudado também no mercado de investimentos. 

O fato de que as mulheres estão vivendo mais do que os homens, bem como o fato de que cada vez mais mulheres estão retornando à força de trabalho, adquirindo o espaço em todas as esferas sociais, significa que a participação das mulheres na riqueza global pode e deve crescer ainda mais no Brasil.

Segundo pesquisa da agência Boston Consulting Group as mulheres são donas de somente 30% da riqueza mundial. Daquelas com patrimônio de US$ 100 mil ou mais, 44% fizeram a própria riqueza, enquanto 27% receberam algum tipo de herança, 15% compartilham da renda do companheiro e 9% receberam dinheiro em acordos de divórcio.

Embora as mulheres invistam menos, elas são melhores nisso. A questão é que a maioria das mulheres acha que não sabe o suficiente sobre como investir para aumentar adequadamente suas economias. 

Por isso, elas esperam para começar a investir até sentirem que estão mais estáveis ​​financeiramente e acreditarem que podem arriscar a possibilidade de perder dinheiro. 

Preparamos este artigo para você entender como as mulheres investem e qual o perfil das investidoras brasileiras. Boa leitura!

Assine nossa newsletter e fique por dentro das novidades do mercado financeiro. Assine gratuitamente aqui.

O perfil das investidoras brasileiras

Infelizmente, ainda hoje há uma disparidade de diferença salarial entre homens e mulheres; isso faz com que as mulheres tenham menos dinheiro.

É provável que seja por isso que as mulheres tendem a se concentrar mais em economizar dinheiro do que investir. Embora economizar seja uma parte importante do sucesso financeiro, o investimento é um ingrediente mais essencial na construção de riqueza a longo prazo.

Como já dissemos anteriormente, as mulheres costumam ser inseguras quando o assunto é investimento, mesmo com o grande avanço de participação feminina na B3.

Fazendo um comparativo, em 2002, as mulheres investidoras eram de 15.030. Já em 2021, o número de investidoras na Bolsa de Valores atingiu a marca histórica de 1 milhão em abril: as mulheres somam agora 1.007.982 de CPFs na B3.

Entretanto, esse número ainda é muito pequeno quando comparamos com os homens que investem.

Por que toda mulher deve investir?

Diversas pesquisas indicam que as mulheres pesquisam mais, são melhores em adequar seus investimentos a seus objetivos, negociam e permanecem mais calmas durante as turbulências do mercado. 

De acordo com um estudo da Merrill Lynch, 41% das mulheres desejam investir mais seu dinheiro.

Mesmo que as mulheres ainda tendem a investir pouco, elas veem retornos mais elevados em seus investimentos.

As carteiras de investimento controladas por mulheres tendem a ser mais variadas, menos arriscadas e geralmente mais bem-sucedidas.

As mulheres investidoras costumam ser mais avessas ao risco do que os homens. Elas se sentem mais à vontade em – e gostam da ideia de – investir para o sucesso de longo prazo, em vez de buscar estratégias de alto risco e curto prazo.

Além disso, as carteiras femininas, geralmente, são dominadas por ativos menos voláteis.

 Mas, por que investir é uma parte tão necessária das finanças pessoais? Continue a leitura e descubra como as mulheres investem.

7 mulheres investidoras para conhecer, se inspirar e aprender mais sobre investimentos. Conheça neste artigo aqui.

As melhores estratégias de Warren Buffett provam porque as mulheres são as melhores investidores

Warren Buffett é um dos investidores mais bem-sucedidos de todos os tempos, e suas melhores estratégias de investimento envolvem ser paciente e investir com visão de longo prazo em mente – estratégias que geralmente são mais comuns entre as mulheres investidoras.

Entre as características que Buffett demonstrou ao longo dos anos estão:

  • ser cauteloso;
  • negociar menos;
  • ser paciente;
  • manter o foco de longo prazo;
  • não ser propenso ao pânico;
  • ter tendência a superar; todas as características são, comumente, encontradas nas mulheres, em geral.

Warren Buffett reitera repetidamente que é o temperamento, não a inteligência, que faz de você um bom investidor a longo prazo. 

Quando se trata de investir, os homens são mais emotivos. Eles negociam muito e veem o investimento como um jogo. Eles são mais propensos a negociar sem fazer pesquisa suficiente. Os homens são mais propensos a entrar em pânico e a vender na hora errada. Eles não conseguem controlar suas emoções. 

As mulheres, por outro lado, tendem a ser mais calmas, mais pacientes e a ter uma visão a longo prazo.

Invista como uma mulher

O que significa realmente investir como uma mulher? As pesquisas mostram que as investidoras tendem a ser pacientes em vez de impulsivas; realistas em vez de confiantes; e prudentes em vez de imprudentes. 

As mulheres que investem tendem a pensar a longo prazo, assumem muito menos riscos e, muitas vezes, veem o investimento como um meio para atingir um fim (por exemplo, proporcionar segurança para suas famílias), em vez de uma forma de jogar ou marcar pontos.

Normalmente, as investidoras também fazem mais pesquisas, mais perguntas e negociam menos. 

Já os homens tendem a ser mais aventureiros e menos avessos ao risco quando se trata de investir e muitas vezes querem investir em diferentes tipos de classes de ativos, enquanto as mulheres são menos agressivas.

Igualdade financeira

Antes de mais nada, é importante destacar que todas as mulheres são capazes de alcançar sua independência financeira. 

Investir é uma das melhores maneiras para que as mulheres tenham o potencial de acumular a mesma quantidade de riqueza que os homens.

Atingir objetivos financeiros

Seja para fazer uma viagem, economizar para um fundo de emergência, enviar seus filhos para a faculdade, economizar para a aposentadoria, comprar uma casa ou simplesmente aumentar sua riqueza financeira, investir é sem dúvida a melhor maneira de alcançar seus objetivos.

Economizar para a aposentadoria: futuro financeiro garantido

Muitas mulheres duvidam de sua própria capacidade de investir. Em uma pesquisa da Fidelity Investments de 2017, apenas 9% das mulheres achavam que teriam um desempenho superior ao dos homens no investimento. 

Na verdade, as investidoras, normalmente, obtêm retornos de investimento mais elevados do que os homens. Isto se deve em parte ao fato de que as investidoras tendem a negociar com menos frequência (uma restrição que pode levar a retornos mais altos) e a assumir menos riscos.

Quando você deve começar a investir?

As estratégias de investimento geralmente envolvem um cronograma de longo prazo. Dado isto, o melhor momento para começar a investir é agora! Pois, quanto mais cedo você puder começar a investir, mais tempo você terá para fazer crescer seus investimentos.

Geralmente, você usará esses investimentos para financiar sua aposentadoria. Portanto, é uma boa ideia começar o mais rápido possível. Afinal, você precisa dar aos seus investimentos tempo suficiente para acumular riqueza.

Os investimentos são uma parte extremamente importante de sua jornada financeira. Antes de começar a investir, há algumas coisas que você deve considerar. Vamos dar uma olhada mais de perto.

Pague suas dívidas

Se você tem uma dívida que está drenando seus recursos todos os meses, você precisa se concentrar em pagá-la primeiro. Uma vez que você tenha pago suas dívidas, poderá investir com mais conforto.

Crie um fundo de emergência 

Viver com um salário no limite não é uma boa sensação. Ter uma reserva de emergência pode lhe dar mais espaço financeiro em sua vida. Antes de começar a investir, considere a criação de um fundo de emergência.

Uma vez que você tenha pago suas dívidas e criado um fundo de emergência, é hora de investir. Se você começar cedo, o poder dos juros compostos certamente funcionará a seu favor. 

Faça do investimento um hábito

As mulheres têm expectativa de vida mais longa do que os homens, mas tendem a ter menos economias para servir como um pé de meia para seu futuro. Sendo assim, o investimento deve se tornar um hábito!

Prepare-se para o inesperado

Uma preocupação financeira comumente esquecida por todas as mulheres é o planejamento de eventos inesperados que podem prejudicar suas finanças. Isso inclui problemas como invalidez, uma doença de longa duração e desemprego; questões que exigem sérias decisões financeiras. 

Como cada vez mais mulheres estão engajadas em carreiras bem remuneradas e, portanto, ganhando mais dinheiro, elas tendem a possuir mais ativos, o que significa que têm mais riscos financeiros quando enfrentam eventos inesperados.

Portanto, é importante saber quais são suas opções para que você não seja pega de surpresa no futuro.

Clique aqui e diversifique seus investimentos. 

Conclusão

Vimos neste artigo como as mulheres investem. E você pode recriar essas características positivas de investimento seguindo algumas diretrizes simples.

Caso você esteja escolhendo alocar seus ativos, comece delineando as regras que determinam quando e porque você vai optar por um determinado investimento. Além disso, avalie seu perfil de investidor.

A chave para a criação de riqueza é manter o curso e minimizar os custos – e acontece que essas são características de comportamento mais comumente encontradas nas mulheres.

Se você deseja ter sua independência financeira, conheça o financiamento coletivo imobiliário. Clique aqui.

Aproveite e conheça o glossário do mercado financeiro. Baixe aqui.

mercado-financeiro

Publicações relacionadas