Você sabe como os juros compostos podem impactar seus investimentos e trabalhar para você? Quando falamos sobre finanças, os juros compostos são um dos conceitos mais importantes para entender ao gerenciar suas finanças.

Quem nunca ouviu falar na famosa dívida “bola de neve”? Pois é, a expressão “juros compostos” frequentemente é lembrada por ser negativa para quem pegou um empréstimo e agora precisa arcar com uma dívida com juros. 

Entretanto, para quem empresta ou investe seu dinheiro, os juros compostos permitem que seu investimento cresça exponencialmente ao longo do tempo. 

Para você entender melhor, saiba que todo tipo de aplicação financeira rende juros compostos, desde a poupança, CDB, LCI, Bolsa de Valores, Tesouro Direto a Fundos de investimentos, Financiamento coletivo imobiliário entre outros.

É hora de descobrir o que são os juros compostos e por que você precisa considerá-los ao fazer qualquer tipo de investimento. Boa leitura!

Não sabe por onde começar a investir? Aprenda aqui como fazer seu planejamento financeiro no curso gratuito preparado pela INCO Investimentos.

CURSO PLANEJAMENTO FINANCEIRO INCO

O que são juros compostos?

Você já desejou poder ter mais dinheiro, sem tanto esforço? Felizmente, há uma maneira simples de realizar esse desejo se você estiver disposto a aprender como colocar seu dinheiro para trabalhar por você. 

Sim, é possível investir e ainda assim ter um crescimento exponencial sem muito estresse e trabalho. Como? Aprendendo a usar a seu favor o queridinho “juros compostos”.

Mas o que são juros compostos e como ele pode me ajudar no meu investimento?

Quando as pessoas pensam em juros, geralmente pensam em dívidas. Mas os juros podem trabalhar em nosso favor quando você está ganhando com o dinheiro que economizou e investiu.

Juros compostos podem ser definidos como juros calculados sobre o valor inicial e também sobre os juros acumulados de períodos anteriores. Pense nisso como o ciclo de ganho de “juros sobre juros” que pode fazer com que a sua riqueza cresça rapidamente.

Os juros compostos farão com que um depósito ou empréstimo cresça a uma taxa mais rápida do que os juros simples, que são juros calculados apenas sobre o valor do principal.

Como funcionam os juros compostos?

Para entender os juros compostos, primeiro, vamos começar com o conceito de juros simples: você deposita dinheiro e o banco paga os juros sobre o seu depósito.

Antes de exemplificar como fazer o cálculo dos juros compostos é essencial entender as variáveis desse cálculo:

  • principal (P): é o valor inicial da operação. Na fórmula para calcular juros simples, essa variável é chamada de capital (C);
  • montante (S): é o valor total da operação:, valor inicial + juros;
  • taxa (i): é o fator usado para multiplicar o capital. Na fórmula, é representado pela letra i (da expressão em inglês interest rate, isto é, a taxa de juros);
  • tempo (n): é o período pelo qual a taxa incidirá sobre o valor inicial. Na fórmula dos juros simples, é representado pela letra t.

Dito isso, temos a fórmula dos juros compostos: S = P (1 + i) n

Vale lembrar que essa fórmula pode ser aplicada tanto em investimentos quanto em dívidas. 

Por exemplo, se você ganhar 5% de juros anuais, um depósito de R$ 100 renderá R$ 5 depois de um ano. O que acontece no ano seguinte? É aí que entra os juros compostos. Você ganhará juros sobre seu depósito inicial e sobre os juros que acabou de ganhar.

Portanto, os juros que você ganha no segundo ano serão maiores do que no ano anterior, porque o saldo da sua conta agora é de R$ 105 e não de R$ 100. E mesmo que você não tenha feito nenhum depósito, seus ganhos aumentarão.

Assim, em três anos o investidor terá:

  • 1º Ano: Um depósito inicial de R$ 100 rende 5% de juros, ou R$ 5, elevando seu saldo para R$ 105;
  • 2º Ano: seus R$ 105 rendem 5% de juros, ou R$ 5,25; seu saldo agora é de R$ 110,25;
  • 3º Ano: Seu saldo de R$ 110,25 rende 5% de juros, ou R$ 5,51; seu saldo agora é de R$115,76.

Portanto, você não está apenas recebendo juros sobre o seu investimento inicial, mas está recebendo juros sobre juros! 

É por isso que sua riqueza pode crescer exponencialmente por meio de juros compostos e porque a ideia de retornos compostos é como colocar seu dinheiro para trabalhar por você.

Lembre-se: se você está pedindo dinheiro emprestado, essa conta funciona contra você e a favor do seu credor. 

Como dissemos anteriormente, você paga juros sobre o dinheiro que pediu emprestado; no mês seguinte, se não tiver pago, você deve juros sobre o valor que pediu emprestado mais os juros que acumulou.

Como os juros compostos interferem nas aplicações financeiras?

Já está claro que os juros compostos são os juros que você ganha sobre os juros ganhos anteriormente, não é? Isso pode fazer com que um investimento inicial ou dívida cresça ao longo do tempo sem intervenção adicional. 

Por isso, deve ficar claro que, se você fizer um bom investimento, os juros compostos podem ajudá-lo a ter uma melhor rentabilidade nas suas aplicações financeiras.

O poder de composição do juros pode fazer a diferença em sua carteira de investimentos. Conheça os dois fatores que podem impactar seus retornos de juros compostos.

Tempo

O tempo que você permite que seus investimentos sejam “compostos” terá um grande impacto no resultado final. Ou seja, o efeito dos juros compostos é potencializado ao longo do tempo de investimentos numa aplicação.

Sendo assim, quanto mais tempo você permitir que seu investimento cresça, mais crescimento você verá.

Mesmo investimentos relativamente pequenos feitos no início da vida podem ter a capacidade de se transformar em somas de dinheiro que mudam a vida. Portanto, jamais subestime o poder dos juros compostos.

Aprenda como investir em renda variável em um curso gratuito e exclusivo para você. Clique aqui.

A taxa de juros ganha em um investimento

Além do tempo que você permite que seu investimento cresça, a taxa de juros que o investidor ganha impactará os resultados. É claro que uma taxa de juros mais alta produzirá um saldo final mais alto quando a capitalização for levada em consideração.

No entanto, você deve ter cuidado ao buscar a maior taxa de juros a todo custo na hora de investir. Ocorre que, taxas de juros mais altas estão associadas a investimentos de maior risco.

Por isso, antes de buscar as taxas de juros mais altas, na hora de começar a investir é necessário considerar sua tolerância ao risco e qual estratégia de investimento é adequada a seu perfil de investidor.

Conclusão

Claramente é possível perceber como dá para aproveitar ao máximo o efeito dos juros compostos sem arriscar a perda do seu patrimônio e garantir um futuro financeiro estável, não é?

Como mencionamos anteriormente, os dois fatores mais importantes para os juros compostos são o tempo e as taxas de juros.

Portanto, a maneira mais eficaz de aumentar seus retornos de juros compostos é começar a investir o mais rápido possível para garantir sua aposentadoria e independência financeira.

Vale lembrar que, com mais tempo de investimento, mais você ganhará com os juros compostos.  

Agora que você já sabe o que são os juros compostos e como ele pode te ajudar a ter sua independência financeira, que tal descobrir como escolher uma aplicações certa para começar a investir com segurança?

Encontre aqui a melhor alternativa de acordo com o seu perfil de risco e necessidades!

Baixe nosso E-book completo sobre crowdfunding imobiliário e aprenda como investir com apenas R$1000.

crowdfunding-de-investimentos

Publicações relacionadas