Você sabe o que é VPL e como ele pode te ajudar a analisar se um projeto vale a pena ou não do ponto de vista financeiro?

Digamos que a pedra angular das finanças é o conceito de Valor Presente Líquido (VPL), uma vez que ele é uma ferramenta bastante eficaz na avaliação de investimentos e de suas respectivas viabilidades.

Como já discutimos no artigo sobre decisões de investimentos para definir onde será aplicado seu dinheiro é fundamental realizar a análise de viabilidade de projetos de investimento e saber como calcular. Continue a leitura e saiba mais.

Antes de começarmos, que tal uma dica incrível para seu ano de 2021? Preparamos um curso gratuito para você que deseja aprender a planejar suas finanças e começar a investir com o pé direito. Acesse aqui.

CURSO PLANEJAMENTO FINANCEIRO INCO

O que é o VPL?

O valor presente líquido é o valor presente dos fluxos de caixa na taxa de retorno exigida de seu projeto em comparação com seu investimento inicial. De forma prática é um método que calcula o retorno do investimento (ROI) de um projeto ou despesa.

A ideia do valor presente líquido é que você analise o dinheiro que espera ganhar com o  investimento e ao converter o retorno em reais (hoje), o investidor consiga decidir se o projeto vale a pena ou não.

Ressalto que esse cálculo provém da matemática financeira que diz que não se deve somar ou subtrair valores futuros no fluxo de caixa de um projeto de investimento. Sendo necessário, portanto, considerar o valor do dinheiro no tempo.

Normalmente, o VPL é a ferramenta de escolha dos analistas financeiros mais comumente usada. E existe um motivo quando comparada ao método de retorno. A atração do retorno é que ele é simples de calcular e entender porque ele busca saber quando o investidor vai recuperar o dinheiro que investiu.

No entanto, ele não leva em conta que o poder de compra do dinheiro hoje é maior do que o poder de compra da mesma quantidade de dinheiro no futuro. Já a VPL, sim.

Método VPL

O método do Valor Presente Líquido é usado para determinar se vale a pena fazer um projeto / investimento, comparando duas coisas: o investimento inicial e o valor total dos fluxos de caixa futuros.

A análise do valor presente líquido simplesmente conclui sobre um projeto que vale a pena ser executado quando encontra o valor presente dos fluxos de caixa futuros maior do que o investimento inicial e vice-versa. Aprenda como calcular o VPL.

Como calcular o VPL?

Já entendemos que, para averiguar a viabilidade do investimento, é necessário, ao calcular o VPL, trazer para o momento presente todos os fluxos de caixa de um projeto de investimento, somando-o ao montante inicial, não é?

Ou seja, usando o VPL podemos, então, descontar o caixa futuro – digamos de um projeto ou investimento – para determinar o valor hoje. 

Observe que a fórmula é uma ligação entre os principais itens de um investimento: o fluxo de caixa (FC), o tempo do investimento (j) e a taxa de desconto (i). 

Assim, temos:

VPL = FC0 + FC1/(1+i)^(j+1) + FC2/(1+i)^(j+2) + … + FCn/(1+i)^(j+n)

Vamos colocar em prática com o seguinte exemplo:

assumindo uma taxa de desconto de 8%, ou custo de capital, um investimento que custa R$100 hoje e que renderá R$50 no final dos próximos três anos tem um VPL = 

– R$100 + R$50 / (1 + 8%) ^ 1 + R$ 50 / (1 + 8%) ^ 2 + R$50 / (1 + 8%) ^ 3 = R$28,85.

Se o VPL for negativo, o projeto não é bom. No final das contas, isso vai sugar o dinheiro do negócio. Porém, como o VPL é positivo neste caso, você deve investir no projeto. Quanto maior o número positivo, maior o benefício para a empresa.

Agora, você deve estar se perguntando sobre a taxa de desconto. A taxa de desconto será específica da empresa, pois está relacionada à forma como a empresa obtém seus fundos. É a taxa de retorno que os investidores esperam ou o custo do empréstimo.

Caso você seja um investidor iniciante e ainda não sabe como começar a investir, te aconselho a descobrir qual seu perfil de investidor. Assim  você saberá quais são as aplicações mais indicadas para se dar bem em 2021.

Taxa interna de retorno

A TIR é a taxa de desconto que reduz o VPL de um investimento a zero. É útil comparar projetos com diferentes vidas ou investimento de capital inicial.

No caso, o projeto acima tem um VPL maior que zero quando a taxa de desconto é de 8%. Digamos que o investidor queira determinar a taxa de desconto que tornaria o VPL = 0. 

No Excel, podemos usar o Goal Seek – comando que permite ajustar o dado de entrada de modo a obter um valor desejado -, para definir o NPV como 0 alterando a taxa de desconto: 

Dados> Análise de variações hipotéticas> Atingir meta

Assim, definir o VPL como 0 alterando a taxa de desconto produz um valor de 23,4%. 

Os 23,4% representam a TIR do investimento, ou o retorno médio / ponderado no tempo. 

Também podemos usar a função TIR e teremos os mesmos 23,4%. Como 23,4% é maior que nosso custo de capital de 8%, devemos investir no projeto (chegamos à mesma conclusão do método VPL). As TIRs são especialmente úteis ao avaliar aquisições alavancadas e investimentos em títulos (o rendimento do título é uma TIR). 

Desvantagens do Valor Presente Líquido

Quando calculamos o Valor Presente Líquido de um fluxo de caixa, podemos encontrar algumas desvantagens.

Vamos entender:

  • Uma delas é a exigência de que para muitos investidores sua maior desvantagem é a necessidade de trabalhar com o custo de capital da empresa;
  • Além disso, é necessário que o para calcular o VPL o investidor deve realizar uma previsão precisa dos fluxos de caixa futuros, o que significa conhecer diversos parâmetros e indicadores financeiros para ajudar a fazer a análise de investimento;
  • Outra desvantagem do VPL é que ele não serve para comparar investimentos com durações diferentes, pois, como a resposta é em valores monetários, a saída de VPL é determinada pelo tamanho da entrada.
  • Outro ponto é que, pressupõe o reinvestimento imediato do caixa gerado pelos projetos de investimento. Essa suposição pode nem sempre ser razoável devido às mudanças nas condições econômicas.

Conclusão

Não podemos negar que o VPL é uma das melhores técnicas de análise de investimentos, mas a decisão final sobre o projeto não pode ser feita apenas com base nisso. Sendo assim, é aconselhável avaliar todas as variáveis possíveis na hora de tomar decisões de investimento.

Existem muitas outras métricas que devem ser analisadas como retorno sobre o investimento, margem de lucro, fluxos de caixa, retorno sobre ativos, implicações fiscais, diferentes tipos de riscos, etc.

Sabemos que a definição de VPL pode ser de difícil compreensão para investidores iniciantes. Buscar conhecimento é o ponto-chave para quem deseja conhecer mais do universo de investimentos.

Por isso, nós da INCO Investimentos estamos sempre abertos a ajudar e tirar todas as dúvidas dos investidores.

Se você quer ter uma visão mais aprofundada sobre seus investimentos, assine nossa newsletter. 

Esperamos que este artigo tenha auxiliado sua compreensão sobre o que é VPL e que ele possa te ajudar na hora de fazer sua análise de investimento.

como investir 1000 reais

Publicações relacionadas