Já parou para descobrir qual seu perfil de investidor? Alguns investidores ainda não sabem, mas conhecer as características do seu perfil de investidor facilita na hora de decidir os melhores investimentos.

O perfil normalmente é dividido em conservador, moderado e arrojado, este também conhecido como perfil agressivo. 

Conhecer os principais investimentos disponíveis para cada perfil permite que o investidor faça uma melhor aplicação dos recursos financeiros. Ou seja, facilita analisar o tipo de investimento que trará o melhor custo-benefício.

Hoje, vamos esclarecer quais são as características do perfil arrojado e quais são os investimentos mais indicados. Boa leitura!

Antes, descubra como montar o seu planejamento financeiro em um curso gratuito preparado para você.

CURSO PLANEJAMENTO FINANCEIRO INCO

O que é perfil de investimento?

Um perfil de investidor é um reflexo das metas e objetivos de um investidor. Ele define quanto risco uma pessoa está disposta a aceitar e também os tipos de recompensas ou retornos que ela espera. 

Assim, com base nesse perfil, um investidor pode determinar onde alocar seus recursos, pois cada classe de ativo apresenta um nível de risco diferente. 

Portanto, o perfil de um investidor dita quanto capital vai para ações, títulos e outras classes de ativos e quanto deve permanecer em dinheiro.

É importante ressaltar que o perfil de risco de um indivíduo é construído considerando várias características diferentes, incluindo sua situação financeira, experiência com investimentos, tolerância ao risco, horizonte de tempo de investimento e objetivos de investimento, entre outros fatores. 

Cada indivíduo possui um perfil que determina seu comportamento frente ao investimento em condições de incerteza. 

Assim, existem aqueles indivíduos tolerantes ao risco que acabam investindo em ativos mais voláteis e, por outro lado, existem aqueles que se recusam a se expor ao risco, mesmo com a possibilidade de retornos maiores.

Tal descrição é facilmente verificada nas diferentes escolhas de cada investidor. A maneira como um investidor lida com as perdas também influencia seu perfil de investidor. 

Se uma carteira cair 20% no período de um ano, por exemplo, e o investidor usar isso como uma oportunidade para comprar títulos adicionais, significa que sua tolerância ao risco é alta, podendo ser caracterizado com perfil arrojado ou agressivo. Se, no entanto, ele liquidar a carteira e vender tudo, a tolerância ao risco é baixa, caracterizando esse investidor com o perfil conservador.

Quais são as características do investidor com perfil arrojado?

O perfil arrojado é, normalmente, marcado por quem tem uma tolerância ao risco maior do que outros perfis de investidores. Esse perfil apresenta definições variáveis, sendo algumas vezes apresentado somente como arrojado, ou sendo dividido em arrojado e agressivo, ou moderado-agressivo e agressivo.

A tendência do perfil arrojado é que ele está mais disposto a correr riscos, priorizando a rentabilidade, em vez de liquidez, segurança e previsibilidade. Esse perfil tem alta tolerância a riscos e baixa ou nenhuma intenção de liquidez no curto e médio prazo. 

Outro ponto a considerar é que o perfil agressivo está disposto a aceitar as oscilações

dos mercados de risco e aceita certas perdas quando se busca um retorno diferenciado a longo prazo.

No entanto, muitos investidores arrojados tendem a basear sua seleção de fundos apenas em seu perfil de risco, em vez de avaliar também o prazo, pois sabem que sua tolerância ao risco permite que tolerem as flutuações de mercado associadas a fundos agressivos.

Risco em adotar uma abordagem de investimento agressiva

O principal risco que os investidores agressivos assumem é o risco de mercado devido às flutuações do mercado de ações. Investidores com perfil arrojado precisam estar comprometidos em perseverar nos bons e maus momentos para não correr o risco de vender suas ações, por exemplo, em tempos de crise econômica.

Outro risco para investidores agressivos é o “risco de empolgação”. Se você for agressivo porque deseja o potencial para retornos mais elevados que vêm com investimentos de risco (e você pode assumir o risco), tudo bem! 

Mas algumas pessoas investem agressivamente por emoção – não com o foco no objetivo de longo prazo.

É importante destacar também que, adotar uma abordagem de investimento agressiva pode ter certos riscos de perda de capital, pois, embora certos tipos de investimentos agressivos sejam capazes de obter retornos mais elevados, alguns podem ser mais voláteis e, portanto, pode colocar o investidor em risco de perder partes de seu capital durante o prazo do investimento. 

Vale portanto, avaliar os objetivos, entender como funciona a alocação de ativos que mais se aproximam desses objetivos, avaliar os riscos de investimento e diversificar os ativos.

Vantagens em adotar uma abordagem de investimento agressiva

Uma das vantagens em adotar uma abordagem de investimento agressiva é que os retornos são mais altos — isto é, investindo agressivamente, os investidores podem obter 

retornos muito mais elevados durante o período de seu investimento do que aqueles atribuíveis a  investimentos conservadores  e  moderados.

A razão para esses retornos serem mais elevados é o fato de que fundos agressivos têm porções maiores alocadas para classes de ativos mais arriscadas, como ações na bolsa de valores, e fundos imobiliários.

Algumas possibilidades são as alternativas em Fundos de investimento — como os Fundos Multimercado ou Fundo de Ações — e os investimentos coletivos imobiliários.

Entender como funcionam os investimentos alinhados ao perfil é importante para conhecer as alternativas do mercado e encontrar as mais estratégicas para a necessidade do investidor. 

Mas, como compor uma carteira para o investidor de perfil arrojado? Continue a leitura e descubra.

Você quer saber mais como investir em renda variável e se vale a pena. Faça o curso gratuitamente. Clique aqui.

Conheça as alternativas de investimento para o perfil arrojado

Como já dissemos anteriormente, o investidor com perfil arrojado tende a priorizar a renda variável. No entanto, cabe dizer que esse perfil não aposta em ativos ou arrisca sem critérios.

Evidentemente, o investidor com o perfil arrojado procura mais ganhos e está disposto a correr mais riscos. Por isso, investidores com perfil agressivo devem diversificar na hora de compor a carteira. De maneira geral, sugerimos que o perfil arrojado escolha investir em:

  • ativos de renda fixa;
  • investimentos coletivos imobiliários;
  • fundos imobiliários;
  • fundos multimercado;
  • ações e Exchange Traded Fund (ETF), entre outros.

Conheça alguns dos investimentos mais indicados para o perfil arrojado

Ações

As ações são os investimentos mais conhecidos da renda variável e fazem parte da carteira de investidores com perfil arrojado. 

Investir em ações pode ajudá-lo a  construir boa rentabilidade, e  maximizar a  receita de seus investimentos.  É importante saber que existem riscos ao investir no mercado de ações.  

Como qualquer investimento, ajuda a entender a relação  risco / retorno e sua própria tolerância ao risco. Uma das características das ações é estarem mais expostas à volatilidade nos preços.

Investimento coletivo imobiliário

Como já contamos neste artigo, o investimento coletivo imobiliário — conhecido como crowdfunding imobiliário —, é um meio estratégico com muita rentabilidade para os investidores.

As vantagens em investir no crowdfunding imobiliário é que a rentabilidade é alta e não há burocracia, sendo possível fazer o investimento de forma fácil e rápida, e de forma 100% online. Além disso, o investidor não paga taxa de administração, o que faz com que os ganhos sejam ainda mais potencializados. O investimento coletivo permite democratizar do mercado de investimentos.

Fundos multimercado

Os fundos multimercados podem ser mais arriscados do que outras classes de ativos e possuem política de investimento que envolve vários fatores de risco, sem o compromisso de concentração em nenhum fator em especial.

Os fundos multimercado podem adotar diversas estratégias ou formas de alocação de ativos, que vão desde o investimento em renda fixa, câmbio, ações, até o uso de instrumentos complexos como derivativos, que servem tanto para alavancagem quanto para proteção da carteira.

Fundos Imobiliários

Os Fundos de Investimentos Imobiliários (FIIs) são uma opção para aqueles que desejam ter ativos atrelados a imóveis, podendo ter participação em uma quantidade maior de imóveis. Ao se filiar a um FII, a exposição imobiliária passa a ser mais diversa e abrangente do que a compra de um imóvel com a finalidade de aluguel, por exemplo.

Exchange Traded Fund (ETF)

A ETF pode ser uma das melhores portas de entrada para quem deseja investir na Bolsa de Valores por sua facilidade e chance de bons ganhos.

Também conhecidas como “fundos de índice”, as ETF são um fundo de investimento com cotas negociadas na B3.

Considerar o ETF é uma vantagem visto que possui uma rentabilidade mais atrativa, considerando os ganhos de grande parte das opções conservadoras do mercado de renda fixa.

Conclusão

Vimos aqui que o investidor com perfil arrojado consegue sentir-se confortável em flutuações do mercado e percebe compensações no futuro, além de ter total conhecimento do mercado de capitais.

De maneira geral, os investimentos que envolvem mais risco costumam dar maior retorno, ou seja, quanto menor o risco, menor é o rendimento.

Sendo assim, é importante que na tomada de decisão para aplicar os recursos, o investidor conheça o risco e retorno dos investimentos e busque entender o que pretender alcançar a longo prazo e o risco que estará disposto a correr para obter o que se deseja. 

Ao investir, lembre-se sempre que o investidor deve procurar identificar o seu perfil e os melhores investimentos para esse perfil.

E se você deseja investir na renda variável e garantir seu futuro financeiro e ainda tem dúvidas sobre como começar, acesse esse material preparado exclusivamente para você. Basta acessar aqui.

Agora que você já conhece as características do perfil arrojado e quais são os investimentos que normalmente compõem o portfólio desse perfil, que tal conhecer a opção de investimento que têm crescido no mercado de investimentos: o Crowdfunding Imobiliário.

crowdfunding de investimentos

Publicações relacionadas