Cuidar das finanças pessoais pode ser um desafio para muitos investidores. E na hora de investir é fundamental entender o conceito de patrimônio líquido (PL) e como calculá-lo.

Conhecer esse conceito vai te ajudar a ter uma real dimensão da sua situação financeira, ou da empresa pela qual você tem interesse em investir, possibilitando a ter uma melhor forma de tomar decisões mais bem-fundamentadas na hora de investir.

Neste artigo vamos explicar melhor o conceito de patrimônio líquido, quais são os itens que o compõem e te apresentar como calcular de forma correta. Boa leitura!

Antes, quero te convidar a conhecer o E-book gratuito “Glossário do Mercado Financeiro” preparado exclusivamente para você. Nele, você confere 104 termos que qualquer investidor precisa conhecer. Clique aqui.

O que é patrimônio líquido?

O patrimônio líquido é a diferença entre o valor do que você possui – casa, fundos de aposentadoria, contas de investimentos, etc – menos os passivos como dívidas de cartão de crédito, por exemplo. 

Isto é, o patrimônio líquido é o resultado da diferença entre ativos e passivos, ou seja, entre os bens e direitos que você possui e as suas obrigações. 

Por que é importante entender o que é patrimônio líquido?

O patrimônio líquido é um número importante para se ter em mente, independentemente se estamos falando da vida financeira de uma empresa ou de uma pessoa.

Basicamente, o conceito refere-se aos  seus resultados financeiros.

Quando falamos de gestão de uma empresa, por exemplo, ter o controle dos demonstrativos contábeis e o patrimônio líquido revela a saúde e a evolução financeira do negócio.

O patrimônio líquido é o valor de tudo o que você possui, ou seja, seus ativos financeiros e não financeiros, menos o total de passivos pendentes (suas dívidas).

Seu patrimônio líquido pode atuar como um indicador de sua saúde financeira, e há várias maneiras de medir essa métrica.

Para quem investe, o patrimônio líquido deve ser considerado no tocante à saúde financeira da empresa que você pretende investir. 

Imagine que você fará um investimento em um empreendimento que se encontra com patrimônio líquido negativo, o risco de  problemas financeiros no futuro é altíssimo, o que contribui negativamente, pois a empresa pode falir e o investidor perder todo o dinheiro. 

Sendo assim, na hora de investir é fundamental identificar se nos últimos anos a empresa apresentou evolução positiva no patrimônio, ou aumentou o endividamento. Fazer essa análise facilita a ter assertividade na escolha de onde você deve alocar seu dinheiro. 

Como já falamos neste artigo aqui, fazer análise fundamentalista é um método de avaliar o valor intrínseco de um ativo e analisar os fatores que podem influenciar seu preço no futuro. E o patrimônio líquido é uma peça essencial na análise fundamentalista. 

Na verdade, quando se trata de saúde financeira, não existe um número mágico de patrimônio líquido que você deve ter como base. Porém, você deve usar o patrimônio líquido para monitorar o progresso da empresa ou das suas finanças e avaliar como foi a progressão ao longo do tempo. 

Mantenha o equilíbrio

Quando começamos a adentrar o universo de investimentos, é fácil controlar a alocação do patrimônio líquido, mas à medida que você começa a acumular mais e mais ativos ao longo de sua jornada, você deve fazer questão de manter uma ideia de como é o quadro geral das suas finanças. Afinal, não podemos gerenciar o que não podemos medir.

Uma boa alocação de patrimônio líquido serve para que você não fique superexposto a qualquer classe de ativo. Também é importante entender os prós e os contras de cada classe de ativos que você possui para que possa avaliar o potencial de risco e recompensa.

Aproveite para conhecer aqui outros indicadores do mercado financeiro para acompanhar e ter sucesso com os investimentos.

Como calcular o patrimônio líquido?

Calcular o seu patrimônio é tão simples quanto sua definição. Para isso, basta avaliar tudo o que você possui, incluindo ativos que farão parte de seu plano de aposentadoria, ações e investimentos.  

Apesar de ser um processo simples, calcular o patrimônio líquido requer reunir todas as informações que envolvem seus ativos e passivos atuais.

Antes de ser capaz de analisar um patrimônio líquido, você precisa saber como ele está estruturado. A melhor maneira de fazer isso é lembrar que todo o propósito do balanço patrimonial é responder a três perguntas:

  • O que eu possuo? (Ativos);
  • O que devo? (Responsabilidades);
  • O que sobrou? (Valor contábil ou patrimônio líquido em uma empresa).

Entenda aqui o que é alocação de ativos e conheça a melhor estratégia para cada perfil de investidor. Clique aqui

Para fazer o cálculo do conceito de patrimônio líquido é uma equação muito simples. Basta subtrair o passivo total do ativo total.

Para calcular este importante indicador, são levados em consideração:

Patrimônio líquido = Ativo – Passivo.

Para fazer isso não importa se o valor é negativo ou positivo. O patrimônio líquido é apenas um ponto de partida para ter algo para comparar no futuro. 

Para exemplificar: digamos que você vá solicitar um empréstimo para colocar uma piscina em seu quintal. Você vai ao banco pedindo dinheiro emprestado e a financeira solicita uma lista de suas finanças atuais. 

Depois de examinar seus extratos e registros de conta, você anota tudo o que tem de valor, incluindo contas correntes, contas de poupança, certificados de depósito, ações, títulos, imóveis, carros, etc. Em seguida, você anota tudo o que deve, incluindo aluguéis, empréstimos estudantis, dívidas de cartão de crédito, etc. Por fim, você subtrai tudo o que deve de tudo o que possui para calcular seu patrimônio líquido.

De modo geral é importante saber que o resultado é diferente de acordo com as mudanças que podem ocorrer nas finanças do negócio.

Calcular o patrimônio líquido da empresa pode lhe dizer muitas coisas. 

Ao calcular o patrimônio líquido da empresa, se o valor for negativo, significa que ela deve mais do que possui. Se o número for positivo, é sinal que possui mais do que deve. Por exemplo, se seus ativos equivalem a R$200.000.000 e seus passivos são de R$100.000.000, você terá um patrimônio líquido positivo de R$100.000.000 (R$ 200.000.000 – R$100.000.000 = R$ 100.000.000). 

Por outro lado, se seus ativos forem iguais a R$ 100.000.000 e seus passivos forem de R$ 200.000.000, você terá um patrimônio líquido negativo de menos R$ 100.000.000 (R$100.000.000 – R$200.000.000 = – R$100.000.000). O patrimônio líquido negativo significa apenas que neste momento você (ou a empresa) tem mais passivos do que ativos.

É claro que é de se esperar que, ao longo dos anos, à medida que a empresa cresce e obtém lucros, o patrimônio cresça também.

Com que frequência devo calcular meu patrimônio líquido?

Não existe uma regra definida sobre a frequência. Para algumas pessoas, o cálculo do patrimônio líquido trimestral faz sentido, enquanto para outras, um cálculo anual é melhor.

Alguns consultores sugerem que você também recalcule após uma grande compra ou venda, como uma casa ou um carro.

É importante fazer isso, pois assim você determina se está progredindo ou atrasando em seus objetivos financeiros.

Balanço patrimonial

Assim como o banco pediu que você elaborasse um balanço patrimonial para avaliar sua capacidade de crédito, o governo exige que as empresas de capital aberto elaborem um balanço patrimonial várias vezes ao ano para seus acionistas.

Esses balanços permitem que os investidores atuais e potenciais obtenham informações das finanças de uma empresa e decidam se são bons investimentos.

Entre outras coisas, o balanço patrimonial mostrará o valor das coisas que a empresa possui – até os telefones na mesa de seus funcionários – e o montante de dívidas corporativas que eles geraram.

O balanço é geralmente uma das primeiras demonstrações financeiras que você deseja analisar ao avaliar uma empresa para investimento.

Aqui na INCO, além do patrimônio líquido, analisamos uma série de outros critérios para oferecer os empreendimentos na plataforma, buscando garantir ainda mais segurança aos investidores. 

Confira algumas razões pelas quais saber o patrimônio líquido é importante:

  • O patrimônio líquido é a medida mais precisa de riqueza. Riqueza é o que sobra depois que todas as suas contas são pagas – e é exatamente disso que se trata o valor líquido. Não há como saber exatamente o quão rico você é sem saber qual é o seu patrimônio líquido.
  • Acompanha seu progresso financeiro. Como o patrimônio líquido é um número específico que pode ser rastreado com precisão, ele permite que você avalie seu progresso financeiro de um mês ou ano para o outro. 
  • O aumento do patrimônio líquido é o melhor sinal de que você está avançando ou não.
  • Evita ênfase exagerada apenas no valor do ativo. Algumas pessoas se concentram quase exclusivamente no valor de seus ativos como uma medida de sua riqueza pessoal.
  • Coloca seu nível de dívida em uma perspectiva adequada.
  • O patrimônio líquido pode ser importante ao solicitar um empréstimo. Uma vez que o patrimônio líquido é a melhor medida de solidez financeira geral, os credores geralmente estão interessados ​​em saber o que significa para determinar se irão aprovar você para um empréstimo ou não.

Conclusão

Lembre-se de que a alocação de patrimônio líquido de todos será um pouco diferente, dependendo de sua idade e tolerância ao risco.

No entanto, ao observar seus ativos gerais, você pode se surpreender com o quão ponderado é em uma área específica, ou não.

Aproveite para saber o que é investimento coletivo e como você pode aproveitar essa tendência para mudar as alocações para níveis com os quais você se sinta confortável.

Assine nossa newsletter e descubra tudo sobre o mercado financeiro. Clique aqui e faça seu cadastro.

Publicações relacionadas