Será que vale a pena fazer o resgate antecipado de investimentos? Os investidores normalmente mantêm um título até o vencimento e recebem de volta o principal investido.

No entanto, alguns investidores podem desejar liquidar seus investimentos antes do vencimento, principalmente no caso de títulos de longo prazo. 

Neste artigo, vamos te mostrar se é possível fazer o resgate antecipado dos investimentos, quando pode ser feito e se vale a pena.

O primeiro ponto a considerar é que todo investidor deve conhecer os processos da liquidação dos títulos, além dos custos envolvidos na operação. Quer saber mais? Continue a leitura e descubra! 

Aproveite e baixe aqui o Glossário do Mercado Financeiro.

mercado-financeiro

O que é resgate antecipado nos investimentos?

No mundo das finanças, o resgate antecipado refere-se à  retirada de dinheiro antes da data de vencimento ou antes do vencimento do ativo.

Sabemos que emergências podem acontecer, e ter um dinheiro para reaver pode se tornar uma necessidade para quem investe. O resgate antecipado pode acabar sendo essa opção.

E, aí, é que vem a pergunta: E agora, posso resgatar minha aplicação antes da hora?

Diante disso, o investidor deve saber que não existe um momento ideal para fazer um resgate antecipado, uma vez que cada tipo de investimento tem suas regras.

A regra geral é que você mantenha o valor aplicado até o vencimento. Alguns tipos de aplicações permitem  que o investidor faça o resgate antecipado, como o CDB. No entanto, pode ocorrer de você ser cobrado por isso, já que está “quebrando” a regra do contrato; e pode perder uma parte da correção prometida. Claramente você não receberá o mesmo valor com juros e correção até aquele momento, sendo um valor menor, porque é, digamos, a penalidade pela quebra contratual.

Então, qual o melhor momento para fazer um resgate antecipado?

Para responder a essa pergunta, é importante pensar que o resgate de um investimento pode gerar ganho ou perda de capital; afinal alguns investimentos têm taxas ou tributação.

Para calcular o ganho ou perda de capital no resgate, o investidor deve conhecer a base de custo, que é o valor original ou preço de compra do ativo. Os títulos podem ser adquiridos por um preço diferente do valor nominal ou nominal do título.

Suponha, por exemplo, que um investidor compre um título de valor nominal de R$1.000 a um preço com desconto R$ 900 e receba o valor nominal de R$ 1.000 quando o título for resgatado no vencimento.

O investidor tem um ganho de capital R$100 no ano e o passivo fiscal pelo ganho é compensado por quaisquer perdas de capital que o investidor possa ter.

Se o mesmo investidor comprar um segundo título corporativo com valor nominal de R$ 1.000 por R$ 1.050 e o título for resgatado por R$ 1.000 no vencimento, a perda de capital de R$ 50 reduzirá o ganho de capital de R$100 para fins fiscais.

Certo é que, dependendo do cenário, como investidores, nos sentimos compelidos a agir quando os mercados de ações e commodities estão altamente voláteis, por exemplo. E, assim, podemos desejar resgatar o dinheiro antecipadamente.

O que é relevante saber é que, na maioria dos casos, quanto mais tempo o dinheiro estiver aplicado — e quanto mais próximo da data de vencimento do ativo —, melhor, caso queira resgatá-lo antecipadamente. Pois, pode ser que as taxas para resgatá-lo antecipadamente sejam cobertas pelo valor atualizado. E você não sofre com perdas tão significativas.

Por isso a educação financeira é crucial na hora de investir e/ou resgatar seu investimento, já que é a partir dela que você conseguirá avaliar e se planejar caso haja necessidade de fazer um resgate antecipado, e não prejudicar sua carteira e objetivos financeiros.

Lembre-se que algumas aplicações oferecem a chamada liquidez diária, permitindo o resgate a qualquer momento. Saiba mais a seguir.

O que é liquidez?

A liquidez descreve sua capacidade de trocar um ativo por dinheiro. Quanto mais fácil for converter um ativo em dinheiro, mais líquido ele terá. E o dinheiro é geralmente considerado o ativo mais líquido. O dinheiro em uma conta bancária ou conta de uma cooperativa de crédito pode ser acessado de forma rápida e fácil por meio de transferência bancária ou saque em caixa eletrônico.

A liquidez é importante porque possuir ativos líquidos permite pagar pelas despesas básicas e lidar com emergências quando elas surgirem. Mas é importante reconhecer que a liquidez e a manutenção de ativos líquidos têm um custo.

Em geral, quanto mais líquido é um ativo, menos seu valor aumentará com o tempo. Ativos totalmente líquidos, como dinheiro, podem até ser vítimas da inflação, a redução gradual do poder de compra ao longo do tempo.

Compreendendo isso, na hora de decidir investir seu dinheiro, se  você  considerar que terá chances de resgatar o dinheiro investido em um curto prazo, o ideal é escolher aplicações com liquidez diária.

Agora que você entendeu o que é liquidez fica mais fácil compreender o resgate antecipado dos investimentos. Siga a leitura!

Resgate antecipado de investimentos: vale a pena ou não?

O primeiro ponto que o investidor deve considerar é que os resgates antecipados impactam diretamente na performance e no equilíbrio da sua carteira. 

Isso significa dizer que, no percurso para alcançar seus objetivos financeiros, fazer o resgate te leva para mais distante do seu alvo. Por isso, caso você precise de capital, use sua reserva de emergências.

Se ela não for suficiente e você realmente precisa resgatar seus investimentos, é importante prestar atenção aos prazos dos títulos.

Os títulos privados de renda fixa, como CDB, LCI, LCA e LC, possuem uma data de vencimento. Isso significa que o ideal é resgatá-los em seu vencimento. Entenda mais a seguir.

Tesouro Direto: como fazer resgate antecipado

O Tesouro Direto é um título que tem liquidez diária como uma das suas características básicas, portanto, é possível que você faça um resgate antecipado liquidando o título da sua carteira de investimentos antes de chegar na data do vencimento.

Atenção! Houve mudança no Resgate do Tesouro Direto

Segundo o site do governo, quem investe no Tesouro Direto poderá fazer o resgate antecipado de títulos públicos e receber o recurso no mesmo dia.

Como funciona o resgate antecipado do CDB ?

O CDB pode ser resgatado antes do seu vencimento, já que todo dia útil ele é atualizado, isto é, ele é acrescido de um valor. Assim no dia que você quiser resgatar, será aquele valor. Não há nenhuma “punição” para o resgate.

O que você deve observar são os impostos:

  • CPMF: Quando vence, o dinheiro investido em CDB vai para a conta corrente do investidor, mas caso queira reaplicá-lo, é necessário uma solicitação para nova aplicação, incidindo CPMF de 0,38% no momento da saída do dinheiro da conta-corrente.
  • IOF: Como toda aplicação de renda fixa, há IR. Então, os resgates feitos com prazos inferiores a 30 dias terão IOF sobre o rendimento, que varia de acordo com o número de dias da aplicação. 

É possível resgatar LCI e LCA antes do prazo?

Os títulos  LCI e LCA apresentam baixa liquidez, portanto, é necessário aguardar a data de vencimento para reaver o capital investido acrescido dos juros.

Mas, sim, é possível fazer o resgate da LCI e da LCA antes do prazo. Porém, nesse caso, é importante ter interessados na negociação no mercado secundário. 

Cabe ressaltar que nem todas as instituições financeiras permitem essa operação, por isso considere avaliar a empresa antes de aplicar seu dinheiro. 🙂

O que verificar na hora de começar a investir?

No momento da compra de um título é fundamental levar em conta:

  • a instituição financeira;
  • a rentabilidade;
  • o tipo de papel;
  • data de vencimento;
  • quais taxas serão cobradas;
  • quando e como você pode vender o título etc.

Como dito no início deste artigo, resgatar o título antecipadamente varia da sua decisão como investidor e de sua urgência para ter o capital de volta.

Sendo assim, a resposta é: fazer o resgate antecipado depende de seus objetivos como investidor, do tipo de ativo que está em sua carteira e de como está o mercado no momento da sua necessidade.

Portanto, avalie sempre os riscos de cada aplicação, pois há títulos que são mais arriscados e outros mais seguros. 

Antes de tomar qualquer decisão de investimento, considere:

1. Fazer um planejamento financeiro pessoal. 

Antes de tomar qualquer decisão de investimento, sente-se e analise honestamente toda a sua situação financeira – especialmente se você nunca fez um plano financeiro antes. 

O primeiro passo para investir com sucesso é descobrir seus objetivos e tolerância ao risco.

2. Avaliar seu perfil de investidor ao assumir riscos.  

Todos os investimentos envolvem algum grau de risco. Se você pretende comprar títulos – como ações, títulos, ou fundos mútuos – é importante que você entenda antes de investir que pode perder parte ou todo o seu dinheiro.

3. Diversificar sua carteira

Uma das maneiras mais importantes para diminuir os riscos de investir é diversificar seus investimentos. É bom senso: não coloque todos os ovos na mesma cesta. Ao escolher o grupo certo de investimentos dentro de uma categoria de ativos, você pode limitar suas perdas e reduzir as flutuações dos retornos do investimento sem sacrificar muito o ganho potencial. 

4.Ter reserva de emergência

Investidores inteligentes colocam dinheiro suficiente em um produto para cobrir uma emergência. Ter uma reserva de emergência é importante porque permite que você cubra custos inesperados sem afetar seus investimentos. 

Dica: Tenha reserva de emergência que cubra de três a seis meses de suas despesas. Isso é ter segurança financeira!

Conclusão

Compreender como resgatar um título antes do seu vencimento costuma ser difícil para os investidores iniciantes devido à falta de compreensão dos preços dos títulos e à possibilidade de o mercado secundário não estar ativo.

Os investidores normalmente não sabem se sofrerão prejuízo ou não. Portanto, antes de investir em títulos, os investidores devem se preparar;  justamente para ocasiões em que você precisa do dinheiro com urgência de tempo.

Educação financeira é a chave para todo investidor inteligente!

Se você ainda não é cliente, abra sua conta aqui na INCO.  

Invista na plataforma de financiamento coletivo que mais cresce no Brasil! É rápido, fácil e seguro.

Gostaria de receber nossos conteúdos por e-mail? Cadastre-se aqui em nossa newsletter semanal. 

como ter liberdade financeira

Publicações relacionadas