Você sabe o que é prazo de cotização e como ele funciona? Dependendo do tipo de investimento, nem sempre é possível sacar o dinheiro na hora que o investidor deseja, não é?

Afinal, algumas aplicações financeiras só permitem que seja feito o resgate do dinheiro após solicitá-lo. 

Neste artigo, vamos compreender o que é prazo de cotização e como ele funciona. Assim, você pode se organizar na hora de investir e entender como o prazo de cotização pode afetar seu planejamento financeiro.

Aproveite e assine nossa newsletter para acompanhar as notícias do mercado financeiro. Basta clicar aqui e se cadastrar. 

O que é cotização?

O prazo de cotização é determinado pelo tempo entre a solicitação de resgate e a quantia de dinheiro convertida em cotas, e ao final desse prazo, é definido o valor final em que as cotas serão resgatadas.

Ao encerrar o período, o investidor receberá ou pagará pelo valor, a depender da cota de ativos financeiros envolvida.

Prazo de Cotização e prazo de liquidação

Antes de explicar as definições de prazo de cotização e prazo de liquidação de fundos é importante entender o conceito de liquidez.

Simplificando, a liquidez é o prazo em que o investidor fica “preso” ao investimento. Isto é, liquidez refere-se a quanto tempo e a que custo leva para converter um investimento em dinheiro.

Há, por exemplo, investimentos que você tem acesso fácil ao dinheiro que investiu. 

Como funciona o prazo de cotização

Veja bem: imagine que você vá a um restaurante e faça o pedido ao garçom. Ele solicita ao chef para preparar o prato. Esse tempo determinado para preparar seu prato é o período de cotização. Ou seja, é o tempo que demora entre o gestor do seu fundo transformar a cota que você investiu em dinheiro. Já o tempo entre o prato pronto e o recebimento dele à mesa é o período de liquidação.

Na hora de decidir em alocar dinheiro em algum fundo de investimentos, o investidor deve observar se há algum D+ 0 ou D+30. Isso significa que o investidor vai precisar de 0 ou 30 dias, para ter o retorno do seu investimento, por exemplo.

Aprenda aqui o que é risco de liquidez e como lidar melhor com ele

Entenda quais são as características do Prazo de Cotização

Sabe-se que cada corretora tem suas características específicas. Sendo assim, o prazo de cotização também varia conforme o regulamento de cada corretora ou fundo de investimento.

Por isso, na tomada de decisão de qual fundo investir, é importante avaliar o prazo de cotização para reduzir os riscos na hora de resgatá-lo. Observe também as lâminas, que são o conjunto de características dos investimentos, como os indicadores de desempenho e rentabilidade.

Embora não haja uma “maneira certa” de analisar um tipo de investimento, por exemplo, os investidores podem recorrer a indicadores  financeiros para ajudar a analisar as características do investimento.

Conheça aqui os principais indicadores do mercado financeiro para acompanhar e ter sucesso com os investimentos. 

Saiba o que é prazo de cotização de resgate do fundo: D+1, D+1, D+3

O período de cotização de resgate é o tempo entre a solicitação de resgate e a conversão de suas cotas em dinheiro.  Ao final desse período, é definido o valor final que as cotas serão resgatadas. 

Para exemplificar de forma mais clara, vamos usar como exemplo um fundo que investe em  empresas no exterior. O prazo de cotização deste fundo é de D+ 1 (dia útil),  ou seja, após o dia da aplicação (“D”) você deve aguardar 1 (um) dia útil para sua aplicação transformar-se em cotas e você virar cotista do fundo.

Isso significa dizer que  o D+ e o número correspondem ao prazo de cotização é D+0; quantos dias que seu dinheiro vai se transformar em cotas e você se tornará em um cotista deste fundo.

Cabe ressaltar que há um horário limite para movimentação do fundo, que, em muitos casos, é às 16 horas horas.

Portanto, caso você invista após esse horário, o prazo de cotização será iniciado apenas no próximo dia útil.

Tipos de prazo de cotização

Há dois tipos de prazo de cotização de fundo:

Lembre-se que é importante analisar a taxa de liquidez do ativo. 

Vale ressaltar que há, também, o inverso do prazo de cotização.  Existe o prazo de descotização que é o período em que a cotização é desfeita a fim de converter as cotas em dinheiro

Conclusão

Você compreendeu neste artigo o que significa o prazo de cotização. Além disso, pôde entender que o prazo de cotização de resgate determina a liquidez de um investimento. 

Saber disso permite que o investidor determine o produto financeiro ideal para seu perfil de investidor e objetivos financeiros.

Conhecer o prazo de resgate do investimento, ou seja, o tempo entre a solicitação até o ter o dinheiro em mãos pode fazer a diferença nos resultados dos seus investimentos.

Está pensando em começar em investir no setor imobiliário? Transforme sua vida financeira investindo em projetos concretos e com alta rentabilidade. 

Cadastre-se em nossa plataforma digital e torne-se um investir INCO!

Baixe gratuitamente o E-book completo com o glossário do mercado financeiro. Acesse aqui.

mercado-financeiro

Publicações relacionadas